Zoo Pomerode deve receber espécies ameaçadas

Segunda-Feira, 05 de Dezembro - Nos últimos dias, a comunidade e visitantes do Zoológico de Pomerode receberam excelentes notícias. A primeira delas é que o local será ampliado. O investimento será de R$ 20 milhões, para triplicar de tamanho. A área do empreendimento passará dos atuais 35 mil metros quadrados para 100 mil metros quadrados nos próximos anos.

O projeto foi dividido em duas partes. A primeira parte já iniciou e ampliará o zoológico em 40 mil metros quadrados. Na área serão construídos novos ambientes para animais africanos e asiáticos. A segunda parte será iniciada após a conclusão da primeira e contemplará animais de espécies sul-americanas e australianas.

Com a ampliação, os espaços não terão barreiras aparentes, tornando a experiência do visitante única. O projeto prevê que eles sejam integrados com lagos, áreas de vidro e rochas artificiais. A obra também irá facilitar a vinda de novos “moradores” como rinocerontes brancos e antílopes. Outras espécies ameaçadas de extinção também devem integrar o cartel de novos inquilinos, porém quais serão elas depende de um estudo que ainda está sendo feito.

Os recursos para a construção dos novos espaços vêm da própria Fundação Hermann Weege, mantenedora do Zoo Pomerode, que arrecada verba através dos valores cobrados na bilheteria, estacionamento e em projetos de publicidade com empresas. A instituição é privada e sem fins lucrativos. Toda renda é revertida para melhorias no zoológico e projetos educacionais e de conservação da biodiversidade.

“O bem-estar dos animais é a premissa do Zoo Pomerode. Tudo que aplicamos aqui está baseado em pesquisas científicas, não em “achismos”. Nas últimas décadas, houve muitas mudanças em relação à proteção e cuidado com os animais. É com base nestes novos paradigmas que trabalhamos. Baseamos-nos em discussões e pesquisas internacionais para balizar as ações tomadas aqui”, afirma o biólogo e responsável técnico do Zoo, Cláudio Hermes Maas.

Ainda segundo Cláudio, os zoológicos se transformaram em importantes ferramentas estratégicas para a preservação da biodiversidade. Pois atuam tanto na educação da comunidade, quanto no cuidado e preservação das espécies. “Aos poucos podemos promover mudanças no comportamento das pessoas, que por sua vez influenciarão as mudanças nas políticas públicas e por fim um impacto real na biodiversidade”, reforça.

Filhote de urso-pardo
O morador mais visitado das últimas semanas é o filhote de urso-pardo que foi apresentado à comunidade no dia 15 de novembro. O animal nasceu no final de julho e atualmente está na jaula da mãe. Cláudio explica que uma campanha será feita para escolher o nome do bichinho. “Nos próximos dias confirmaremos se o filhote é macho ou fêmea. Em seguida, será lançada a campanha. O nome deve ser anunciado na semana do Natal. Diversas pessoas estão nos visitando para vê-lo, também já estão ligando ou entrando em contato por nossas mídias sociais para sugerir nomes”.
Este é o 28° filhote de urso-pardo nascido na unidade. O bichinho ficará com a mãe pelos próximos dois anos, até que se torne independente.

Ações internacionais
Além da ampliação do espaço físico, o Zoo Pomerode também está ampliando o envolvimento em ações internacionais. O maior zoológico de Santa Catarina foi aceito como membro do Programa Europeu de Espécies Ameaçadas de Extinção (EEP). A ideia é que, o local contribua para os projetos de conservação das espécies. Esse programa trabalha com cerca de 300 espécies globalmente ameaçadas. “Além de ser um dos melhores zoológicos do Brasil, com estas novas ações, queremos transformar o Zoo Pomerode em um dos melhores da América Latina”, finaliza Cláudio.

Foto: Testo Notícias
Fonte: Testo Notícias

Página Inicial

Nossa Pomerode

Agenda Completa

Notícias

Vídeos

Rota Gastrônomica

Aventuras Radicais

Festas Municipais

Hotelaria

Contato

É SÓ CURTIR

Curta a gente nas redes sociais e fique por dentro das novidades.

Todos direitos reservados a Pomerode Online

Desenvolvido por D.M System & Design